Automóveis/Mobilidade/Tecnologia

Futuro sem motorista: Os avanços da Renault nos testes de condução autônoma

A Renault divulgou hoje avanços no sistema de condução autônoma desenvolvido pelo grupo. Pela primeira vez, um veículo pôde fazer uma manobra para evitar uma colisão com a mesma taxa de sucesso que pilotos de teste profissionais. Os pilotos que serviram de inspiração e referência para a equipe do Laboratório de Inovação Aberta da Renault, no Vale do Silício, estão entre os melhores do mundo.

O laboratório onde ocorreram os testes faz parte da rede de laboratórios criada pela Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, com o objetivo de melhorar a segurança e as tecnologias avançadas de condução autônoma. Os avanços tecnológicos anunciados hoje são inspirados e comprados com pilotos de teste profissionais; representam uma etapa importante no uso da condução autônoma para melhorar a segurança dos veículos e acompanham a ambição do Grupo Renault de se tornar uma das primeiras montadoras de automóveis a oferece uma tecnologia de condução autônoma de nível 4 para seus veículos de produção em série.

A condução autônoma de nível 4 pressupõe ausência de supervisão do motorista e está a apenas um passo da autonomia completa, de acordo com os níveis de condução autônoma definidos pela Sociedade de Engenharia Automotiva (SAE).

“O Grupo Renault tem o objetivo de estar entre os líderes em inovação por meio de seus produtos, tecnologias e design”, explicou Simon Hougard, Diretor do Laboratório de Inovação Aberta da Renault no Vale do Silício, nos Estados Unidos. “Nosso trabalho com foco em inovação concentra-se principalmente no desenvolvimento de tecnologias avançadas de condução autônoma para garantir a segurança e o conforto de nossos clientes”, completa.

O trabalho divulgado hoje é baseado em pesquisas publicadas pelo Laboratório de Design Dinâmico da Universidade de Stanford (comandado pelo professor Chris Gerdes, ex-Diretor de Inovação do Departamento de Transportes dos EUA), que trabalha em parceria com o Laboratório de Inovação Aberta da Renault.

Graças a esta inovação, o Grupo Renault pretende lançar mais de 15 modelos com diferentes níveis de capacidade de condução autônoma até 2022, por meio das sinergias da Aliança.

Cecília França (com informações da assessoria)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s