Automóveis/Londrina/Na Direção

Nissan Frontier mostra atributos em pista off-road

A nova geração da Nissan Frontier chegou ao mercado há quatro meses em sua versão topo de linha, trazendo novos sistemas de assistência de direção – Controle inteligente de descida (HDC) e Sistema inteligente de partida em rampa (HSA) -, chassi reforçado e suspensão traseira multilink. O motor é o novíssimo 2.3 bi-turbodiesel.

Para colocar à prova todas as novidades, a montadora está promovendo o “Frontier Experience”, uma pista off-road desenhada para desafiar a gigante japonesa. Londrina foi a primeira cidade do País a receber o evento, no último fim de semana. A próxima parada será Maringá.

 

 

 

A aventura ao volante da nova Frontier começa na partida, com o botão Start/Stop. O câmbio é automático de 7 marchas (uma a mais que a das principais picapes a diesel do mercado), com função manual, que, confesso, não ativamos. No primeiro obstáculo testamos o bloqueio do diferencial, ativado automaticamente, para transpor uma série de buracos.

No segundo obstáculo, testamos o novo Chassi Duplo C, uma exclusividade da nova Frontier no segmento. De acordo com o instrutor que nos acompanhou, o resultado da inovação é que ela não permite a torção do eixo da caminhonete quando uma das rodas está no ar (sem atrito).

“Isto poderia ocasionar torção de chassi, o que resultaria na perda de encaixe de portas e vidros. Com o chassi em C, não perde”, destacou o instrutor, abrindo os vidros para comprovar.

Na sequência testamos aceleração e frenagem da nova Frontier, pisando fundo no acelerador por um curto percurso e cravando o pé no freio na sequência. Além da frenagem quase instantânea, a traseira não “escapa”, como se pode esperar de uma picape com caçamba vazia. Devido à suspensão multilink, a traseira não “bate”.

No último e mais esperado obstáculo – um morro de tirar o fôlego – testamos o Controle inteligente de descida (HDC) e o Sistema inteligente de partida em rampa (HSA). Na subida, freamos a picape no meio da rampa e tiramos o pé do freio para notar que o HSA segura o veículo por 3 segundos, impedindo que ele volte. (Não sou eu ao volante no vídeo. Peguei uma carona para poder gravar.)

Já na descida, fomos convidados a retirar completamente o pé dos freios (sim, dá um frio na barriga) e descemos suavemente com o auxílio do HDC.

 

Estes dois sistemas não são inéditos na categoria, pelo contrário, equipam as versões topo de linha das principais representantes do segmento. Ao incluí-los na nova Frontier, a Nissan mostra que pretende brigar mais de perto com as gigantes S10, Hilux e Ranger e, por que não, galgar alguns degraus no ranking de vendas.

A nova Frontier tem preço fixado em R$ 166.700.

Campeã em vendas

A Nicenter, concessionária Nissan em Londrina, consagrou-se como campeã de vendas no País pelo segundo ano consecutivo, o que fez com que a cidade fosse a escolhida como o pontapé inicial para o “Frontier Experience”. O gerente da concessionária, José Ramires, destaca a boa aceitação dos produtos Nissan na cidade.

“O Kicks está vendendo bastante, o mercado tem aceitado bem e muita gente está trocando os sedãs pelo SUVs. Temos também o Versa, que é campeão de vendas”, ressalta. De acordo com Ramires, a nova Frontier tem atributos suficientes para conquistar os clientes locais.

“Hoje você quer comprar caminhonete com conforto de sedã e qualquer outra do mercado não tem essa suspensão (multilink)”, acrescenta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s